web analytics

Grande festa do Motocross em Águeda

O Crossódromo do Ginásio Clube de Águeda volta a engalanar-se para a grande festa anual do Motocross. O G.P. de Portugal trás até nós mais de centena e meia de pilotos – o pelotão mundialista nas classes MX1 e MX2, e o referente ao “Europeu” MX2 – para seis corridas de grande nível competitivo. Rui Gonçalves é o “porta-estandarte” lusitano, mas ao todo doze crossistas nacionais vão competir na pista bairradina.

A cumprir a sua segunda temporada na “classe-rainha”, MX1, nas cinco provas já disputadas este ano Rui Gonçalves revelou-se globalmente muito confiante e consistente na acção. Em plena forma física, crescentemente adaptado à Honda 450, o transmontano ocupa um bom 7.º lugar no Campeonato e tudo fará para oferecer à sua legião de adeptos um brilhante desempenho.

Os grandes mestres do motocross mundial vão encontrar em Águeda um traçado renovado, com destaque para alguns saltos – alterações essas que conferem maior espectacularidade, tornando a pista mais técnica e fisicamente exigente. Já o público usufrui de nova área de restauração, assim como surge uma inédita zona de observação reservada a espectadores com deficiências motoras, nomeadamente aqueles que se deslocam em cadeira de rodas. Isto, além de melhorias nos parques de estacionamento.

Além do plantel fixo do Campeonato do Mundo – classes MX1 e MX2 – e dos concorrentes ao “Europeu” MX2, vai registar-se um recorde de participantes lusitanos no G.P. de Portugal. Em MX1, e além de Rui Gonçalves, alinham o campeão nacional Luís Correia, assim como Sandro Marcos e Hugo Basaúla. Já na classe MX2 o único “wild card” nacional será Ivo Fernandes. Na prova do “Europeu” estão inscritos mais sete homens da casa, a saber: Paulo Alberto, Daniel Pinto, Sandro Peixe, João Vivas, Fábio Maricato, Henrique Nogueira e Pedro Carvalho. Ao todo, uma dúzia de pilotos apostados em dar o seu melhor neste cotejo internacional.

Na frente a luta promete ser cerrada, nomeadamente na classe MX1, tanto mais que após cinco jornadas o belga Clement Desalle só tem 6 pontos de vantagem sobre o italiano Antonio Cairoli, detentor do título, e 20 para o francês Steven Frossard e o alemão Max Nagl. Quanto à classe MX2, também só 13 pontos separam o germânico Ken Roczen do holandês Jeffrey Herlings, com o britânico Tommy Searle em 3.º a 27 pontos do comandante. No que respeita ao “Europeu” MX2, esta será apenas a terceira de sete jornadas, estando na liderança o russo Aleksandr Tonkov.

Na expectativa de um grande espectáculo de Motocross, espera-se farta adesão de público. O bilhete para os dois dias custa 40 €, só para Domingo 30 €, enquanto para Sábado o preço é de 15 €. Conforme já é tradição neste G.P. de Portugal, as Senhoras beneficiam de 50% de desconto, sendo a entrada grátis para crianças até aos 12 anos. Por outro lado, o GICA proporciona também uma redução de 25% no preço do bilhete aos portadores de licença desportiva FMP, válida para 2011.

OUTRAS QUE VAI GOSTAR