A gandula do Leixões

Há o VAR, há a internet, há a TV digital…mas há coisas que teimam em não mudar no futebol. É o caso dos apanha-bolas ou, como se diz no Brasil, gandulas. Enquanto não se encontra uma forma tecnológica de repor as bolas em campo, os gandulas continuam por aí. Neste caso, uma gandula. Uma miúda, a Daniela, sempre muito empenhada nos jogos do Leixões no Estádio do Mar. A provar que mulheres e futebol é assunto que não diz respeito apenas ao desporto em si ou à presença nas bancadas. Bravo!

Anúncios