Porque importa ser reconhecido

“Neste dia mundial da rádio, e a poucos dias de celebrar 30 anos de Renascença, a minha homenagem a quem me inventou e será sempre para mim a grande referência do jornalismo desportivo radiofónico: Ribeiro Cristóvão.” Foi assim que Pedro Azevedo, uma das maiores vozes do rádio e do desporto em Portugal, assinalou mais um dia mundial da rádio, com uma pequena homenagem ao seu mestre, Ribeiro Cristóvão, um jornalista que sempre pôs o jornalismo acima de tudo e que criou o melhor programa de rádio português dedicado ao desporto, a “Bola Branca”. Uma caixa de notícias.

Anúncios