Uma epifania de Jesus

O Sporting-FC Porto disputado na passada 4.ª feira não foi propriamente um daqueles jogos em que Jorge Jesus se passou dos carretos, como diz o povo. O treinador do Sporting em geral até esteve muito calmo mas atenção – não foi propriamente um agente passivo. Jesus observou mais do que gesticulou mas quando o fez…foi assim. Não há Jesus sem uma boa epifania.

Anúncios