Um Mar de areia na Cruz de Pau

Ninguém joga bilhar numa mesa cheia de buracos. Acontece o mesmo com o futebol. Em maus relvados dificilmente o futebol praticado tem qualidades. Há largas semanas que os responsáveis do Leixões se vêm queixando do mau estado do relvado do Estádio do Mar, tendo mesmo já pedido ajuda à autarquia. Mas a situação continua sem alterações. A equipa tem de utilizar muitas vezes o relvado para treinar, porque não tem campo alternativo, e o inverno também não ajuda. A verdade é que o relvado do Mar começa a ter mais areia que relva. Uma situação crítica que está a ser vivida por um dos grandes candidatos à subida de divisão.

Anúncios