O sonho roubado a Edu

Em setembro do ano passado, quando estava finalmente integrado na 1.ª categoria do Boavista, Edu recebeu a notícia de que tinha um cancro. Aos 19 anos apenas.

A luta do ponta-de-lança contra a doença terrível acabou há poucos dias. Muitos foram aqueles que se juntaram à sua volta contribuindo com carinho e com donativos. O Boavista, apesar do aperto de tesouraria, também não faltou e apoiou a sua jovem esperança até ao fim.

Com Edu morreu também um sonho de um menino que quis ser ídolo do futebol. Ninguém sabia se iria conseguir chegar lá. O que todos sabemos é que esse sonho acabou num sorriso doloroso e numa morte demasiado brutal para tão breve vida.

É nestas alturas que percebemos a inutilidade das coisas pequenas que fazem do futebol um tanque onde se lava roupa suja.

 

Anúncios