Os padres e os convertidos

0.JPG

Está aí mais um processo judicial no futebol. O dos “padres do Benfica”. Relativo sobretudo a antigos árbitros e árbitros assistentes que integravam uma rede também formada por “cartilheiros” bem ensinados. Até que ponto esta rede influenciava as arbitragens dos jogos do Benfica, é o que agora se pretende apurar. No meio, um personagem central. Dá pelo nome de Ferreira Nunes e era, na altura, o responsável pela secção de classificações do Conselho de Arbitragem dirigido por Vítor Pereira e que integrava muitos elementos que ainda lá permanecem.

As classificações dos árbitros é uma área muito sensível e já esteve em causa no processo Apito Dourado, dando origem a um processo, precisamente o da viciação das classificações dos árbitros, que tinha como principal arguido José António Pinto de Sousa, acusado de uma centena de crimes de alteração das classificações, e que deu em…nada, terminando com a absolvição dos arguidos.

O que tem de se provar neste processo, caso sejam reunidos elementos suficientes para o levar para a frente, é se havia, de facto, qualquer conexão entre Ferreira Nunes e os eventuais “padres” e “cartilheiros” do Benfica, bem assim como com alguns dos seus responsáveis diretivos. Esta ligação é o cerne da questão. Os mails, tal como as escutas, valem o que valem mas o mais importante é haver alguém que se acuse ou ceda. Até ver, não parece…

Mas no futebol português nem tudo o que parece é e o que hoje é verdade amanhã pode ser mentira. O FC Porto fez o seu trabalho, goste-se ou não, e atirou cá para fora uma série de dados que merece ser tratada por quem de direito, nem que se corra o risco de tal ser feito por linhas tortas.

Teve o Benfica uma mãozinha que o amparou nos anos do tetra? Investigue-se, doa a quem doer.

Mas este é um processo que está em desvantagem em relação Apito Dourado. Neste, a investigação precedeu a divulgação pública…quase até ao fim. No caso do processo dos padres, como todos sabem, as diligências competentes foram tomadas meses depois da aparição divina do novo cónego das Antas. Sim, disse cónego porque padre já havia, conforme nos informou o empresário Araújo nas escutas do Apito Dourado…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s