Fernando Aguiar: “Benfica não tem alternativa a Fejsa”

563272_10151455744196068_1594415545_n

Tem o nome de “Robocop” porque Carlos Oliveira, jornalista do Record, o viu com o joelho ligado e fez a ligação à restante figura e ao herói do cinema. Nesse mesmo ano, 2001, foi de Aveiro para Lisboa. Estreou-se pelo Benfica no Bessa e foi titular nos primeiros jogos, com Toni e depois com Jesualdo Ferreira, mas não resistiu à pressão e às críticas. “Tinha já 29 anos, diziam que o Benfica tinha contratado um reformado”, disse Fernando Aguiar a João Ricardo Pateiro, no programa “Entre Linhas”, da TSF.

“O Benfica não reforçou a defesa, não há alternativa ao Fejsa – Filipe Augusto e Samaris são oito e não seis – e o Bruno Varela não é o Ederson”, comentou também a situação do tetra campeão Benfica, na qual hoje “todos têm culpa da situação que se está a viver”.

“Este era um bom momento para o Benfica tentar o penta. Gostava que sim mas acho que a jogar assim não vai ser fácil. FC Porto e Sporting estão numa fase muito complicada. A luto pelo título pode ser com eles mas nunca se sabe”, argumentou também quem acabou a sua carreira em 2014 com a camisola do Pedrouços.

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s