William: “Benfica reúne as condições estruturais para poder ganhar o Campeonato”

a41744f4f406e7f4f5ca583c36e9a6d9.jpg

Atual treinador do Mons Calpe, equipa do campeonato de Gibraltar, William continua a residir em Guimarães e a manter uma ligação muito forte à cidade e ao Vitória. O antigo central do Benfica que somou 275 jogos no campeonato português, também com as de Nacional da Madeira (seu 1.º clube) e V. Guimarães (onde terminou a carreira), acaba de assinar contrato com a GIC de César Boaventura e sorri perante a perspetiva de poder trabalhar em Portugal, onde apenas foi coordenador técnico do Valenciano e do Vilaverdense, tendo sobretudo feito a sua carreira de treinador na Galiza, no Ferrol e no Compostela (onde também jogo), para além de uma breve passagem como coordenador técnico do Marselha. BnA encontrou-o no Estádio do Mar e aproveitou para falar com ele sobre alguns assuntos.

– Como vai essa carreira de treinador, William?

– Seguimos fazendo a nossa caminhada. Gibraltar é um projeto para continuar. Temos dois anos de contrato mas mantemos sempre a porta aberta e a perspetiva de regressar. Emigrar para trabalhar é um problema do nosso tempo. Lá, sinto-me feliz, há um respeito pelo meu trabalho mas o futebol é um mundo vasto de oportunidades que nunca se podem desperdiçar. Regressar a casa é sempre bom. Sabemos que as Ligas são muito competitivas e difíceis e vários os fatores que influenciam a contratação de treinadores. É um mercado muito competitivo mas há sempre uma perspetiva.

O Paulo Autuori para além de tudo quanto me ensinou, é uma pessoa a quem estou muito grato. Não podia deixar de mencionar o Eriksson, o Toni, o Fernando Vasques, enfim, uma série de treinadores. Todos aportaram granito de areia

– Tem um estilo de treinar e de por as suas equipas a jogar?

– Sinto-me um treinador em função do que o meio me possibilitou aprender. Tenho o mesmo nível de treinador do Vítor Pereira, Vidigal ou Jorge Costa. É tudo uma questão de oportunidade. Estamos montando uma estratégia com o César e com a GIC e as perspetivas são as melhores pois ele está dando um salto qualitativo muito grande na sua vida profissional. Chegamos a um acordo e há a possibilidade de poder ter a minha oportunidade como treinador no campeonato português. Nunca esquecemos o que aprendemos enquanto profissionais e de todos aqueles que possibilitaram essa aprendizagem. Aprendi com todos os treinadores e hoje sinto-me preparado.

– Há algum treinador que o tenha marcado especialmente?

– Todos me ensinaram muita coisa. O Paulo Autuori para além de tudo quanto me ensinou, é uma pessoa a quem estou muito grato. Não podia deixar de mencionar o Eriksson, o Toni, o Fernando Vasques, enfim, uma série de treinadores. Todos aportaram granito de areia, como dizem os espanhóis, para o que sou como treinador e como homem. Sou muito agradecido e não posso esquecer as pessoas que fizeram parte da minha caminhada e que deram ao origem que sou eu.

O Vitória tem um dos melhores treinadores. Pedro Martins é um treinador com um nível altíssimo, foi uma aposta muito positiva. Por outro lado, o clube cresceu bastante desde a entrada do Júlio e do Armando para o comando

– Continua a manter uma ligação muito forte a Guimarães e ao Vitória…

– Tenho lá a minha residência e sinto-me um membro da família vimaranense. Sinto muito orgulho na minha cidade. O Vitória tem um dos melhores treinadores. Pedro Martins é um treinador com um nível altíssimo, foi uma aposta muito positiva. Por outro lado, o clube cresceu bastante desde a entrada do Júlio e do Armando para o comando. Conseguiram a aquisição de uma pessoa importante, que foi o Mário, uma pessoa que fez investimentos importante e deu estabilidade financeira e desportiva para o clube crescer. O clube reúne as condições necessárias para vir de encontro aos desejos dos seus adeptos e da sua história.

– Como olha para o Benfica-FC Porto que vem aí?

– Os últimos empates de Benfica e FC Porto são o reflexo do campeonato competitivo que temos, com todas as equipas a lutarem por objetivos próprios. O Benfica é uma equipa que está sólida. O Rui tem feito um campeonato muito bom e os jogadores sabem o que podem dar. Creio que o Benfica continua a reunir todas as condições para ser campeão.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s