Mais 8 arguidos no ‘Jogo Duplo’, um deles é membro dos Super Dragões. PJ releva colaboração da FPF

 

IMG_6915.JPG

Há mais 8 arguidos no processo ‘Jogo Duplo’, relacionado com apostas desportivas. A Polícia Judiciária já deteve seis pessoas para interrogatório. Há um membro da claque portista detido. Um dos detidos é, segundo a CMTV, Bruno Mendes, alegadamente membro dos Super Dragões. Recorde-se que na primeira fase do processo outro membro da claque, o popular “Aranha”, também foi detido e constituído arguido.

No comunicado que já emitiu, a Polícia Judiciária destaca a colaboração da EUROPOL, de entidades estrangeiras de monitorização de jogos “e a importante cooperação com Federação Portuguesa de Futebol”.

A PJ deteve seis pessoas por corrupção no desporto, através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção, na sequência de um inquérito do Ministério Público. Foram constituídos 8 arguidos. Os arguidos têm alegadas ligações à indústria do futebol e são suspeitos de crimes de associação criminosa, corrupção ativa e corrupção passiva.

“Esta investigação, que vem na sequência da operação jogo duplo, 1ª fase, na qual foram realizadas 31 buscas e efetuadas 15 detenções, respeita à mesma investigação que decorre há cerca de um ano e que tem como objeto o fenómeno da corrupção no desporto como instrumento do “match fixing” de competições oficiais de futebol, traduzido, aqui, em atuações concretas de vários agentes ligados a este desporto”, informa a PJ, que mobilizou 70 inspetores para esta operação.

Na operação da Polícia Judiciária hoje em curso, em que a UNCC contou com a colaboração da Diretoria do Norte, da Diretoria do Centro e da Diretoria de Lisboa e Vale do Tejo, foram realizadas 16 buscas domiciliárias em diversas localidades do país, designadamente, em Lisboa, Vila Franca de Xira, Ovar, Gaia, Porto, Fátima, Sesimbra, Loures, Santa Maria da Feira, Sanfins e Ermesinde tendo, para além dos detidos, sido constituídos ainda mais 8 arguidos e apreendido diverso material relacionado com a prática da atividade criminosa em investigação. Durante a investigação em curso a Polícia Judiciária contou com a colaboração da EUROPOL e de entidades estrangeiras de monitorização de jogos e a importante cooperação com a Federação Portuguesa de Futebol.

Os detidos serão presentes ao Ministério Público para primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa.

Segundo o que já se conseguiu apurar, os detidos de hoje são três jogadores do Oriental, um que jogou no Penafiel, Bruno Mendes e um ex-jogador do Académico de Viseu que funcionava como intermediário.

“A ser verdade o teor das referidas noticias, o FC Penafiel e os seus responsáveis,
demarcam-se em absoluto dos alegados atos; no teor das noticias vindas a público são referidos locais onde a investigação da  Policia Judiciaria terá feito diligências, não sendo referido em momento algum, o nome  de Penafiel sendo inequívoco não houve qualquer contacto com os seus dirigentes nem com os atuais atletas”, já reagiu o clube penafidelense.

“O FC Penafiel e os seus dirigentes sempre pugnaram pela verdade desportiva,
repudiando quaisquer atos que possam falsear resultados desportivos;  o FC Penafiel e os seus dirigentes colocam-se desde já á disposição das  autoridades competentes, no âmbito da investigação em curso, para todo e qualquer  esclarecimento que achem por conveniente”, refere-se ainda no comunicado.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s