Assim vai a zona europeia que quer chegar à Rússia

Nada de muito novo na zona europeia de qualificação para o Mundial da Rússia. Os favoritos, ou quase todos, continuam a dominar os seus grupos, com a devida excepção do nosso Portugal, mas a 5:º jornada já esclareceu e de que maneira quem está mesmo na luta.

Ponto de situação grupo a grupo…

GRUPO A: É o da França, que está em primeiro, depois de ganhar 3-1 no Luxemburgo, mas continua com a Suécia à perna. Os suecos golearam 4-0 a Bierorrússia e na próxima ronda, dia 9 de junho, recebem precisamente os franceses, que têm uma vantagem de três pontos. É só uma questão de se fazer as contas, agora cada vez mais complicadas para a Holanda, que despediu Danny Blind na sequência da derrota na Bulgária e que deixou a laranja da Bas Dost, pouco ou nada mecânica, a 6 pontos do primeiro lugar, o único que dá acesso direto ao Mundial e é preciso não esquecer que esta mesma Holanda cometeu o “feito” de não ter sido apurado para o último Europeu do nosso contentamento.

GRUPO B: É o de Portugal e temos pena, mas esta jornada só serviu para confirmar que teremos mesmo de ganhar à Suíça, que ganhou pela quinta vez consecutiva, para conseguir o apuramento direto. Eles não quebram mesmo, passam por dificuldades como passaram com a Letónia mas… ganham, o que é essencial para manter a pressão toda do nosso lado,. Esta quinta ronda só serviu mesmo para confirmar que a Hungria não terá grandes hipóteses, pois já ficou a 5 pontos de Portugal com a derrota na Luz. No resto, o destaque foi inteirinho para o empate de Andorra com as Ilhas Faroé. Foi o primeiro ponto desde 3 de setembro de 2005 (0-0 com a Finlândia) e aos fim de 58 derrotas oficiais. Espetáculo! Atenção que Portugal joga na Letónia a 9 de junho e a Suíça vai às Ilhas Faroé.

GRUPO C: A notícia aqui é que a Alemanha sofreu um golo, algo inédito até ao remate inspirado do azeri Nazarov. Joaquim Löw já pode marcar o estágio na Rússia e a surpresa está no 2.º lugar, onde a Irlanda do Norte continua sentada, a cinco pontos dos alemães, mas com mais dois do que a Rep. Checa. A Noruega, com apenas 3 pontos e a 4 (!) do Azerbaijão de Aghayev, o guarda-redes do Boavista, é a grande desilusão deste grupo.

GRUPO D: O mais equilibrado de todos! Grande vitória da Sérvia, que começou a perder na Geórgia, mas virou para 3-1 e ficou no 1.º lugar com os mesmos 11 pontos da Irlanda. País de Gales e Austria, com 7 pontos, ainda estão na luta, mas convém que ganham os próximos confrontos, precisamente com os adversários diretos na luta. A 11 de junho há dois duelos escaldantes neste grupo, o Irlanda-Austria e Sérvia-País de Gales, em caso de triunfos dos países da casa tudo ficará para decidir entre irlandeeses e sérvios…

GRUPO E: A Polónia também já pode marcar o estágio na Rússia. Com a vitória no Montenegro e com mais um golo de livre direto de Lewandoski, a nova especialidade do golador do Bayern Munique, os polacos cavaram um fosso de 6 pontos para o segundo lugar, precisamente na mão de Montenegro, que tem os mesmos 7 pontos da Dinamarca. Os dinamarqueses empataram a zero na Roménia e deixaram a equipa da casa a carpir mágoas e já só com hipóteses de chegar ao segundo lugar do play off.

GRUPO F: Mais um com o favorito a marcar a sua posição. A Inglaterra ganhou 2-0 à Lituânia e ficou com 4 pontos à maior sobre a Eslováquia. Os ingleses são os únicos que ainda não sofreram qualquer golo na fase de qualificação europeia e marcaram 8, um deles pelo veterano Jarmain Defoe ao fim de quatro anos de ausência. No dia 10 de junho há aquele embate frontal sempre especial, em Glasgow com os “amigos” escoceses e estes ganharam 1-0 à Eslovénia, abrindo uma nova janela de esperança, pois ficaram a apenas 2 pontos do 2.º lugar.

GRUPO G: A luta ombro ombro entre espanhóis e italianos é para continuar até ao confronto decisivo, mais para o fim do ano. Desta vez, nuestros hermanos despacharam Israel (4-1) e os azzurri ganharam 2-0 à Albânia. As restantes equipas deste grupo vão assistir de “cadeirinha” a esta luta entre os dois gigantes europeus, mas podem ainda ter uma palavra a dizer. Para já, ninguém conseguiu travar os favoritos, mas a Macedónia já esteve perto de cometer proeza com a Itália (que virou perto do fim o jogo da 4.ª jornada) e vai receber a Espanha no dia 11 de junho.

GRUPO H: Bom empate da Grécia na Bélgica, com Zeca, português de gema, a estrear-se na seleção. Mitroglou marcou um golo, mas os belgas evitaram uma derrota que podia ter consequências bem complicadas. Assim, as duas seleções continuam a dominar o grupo, mas agora com a Bósnia à espreita e só a 1 ponto dos gregos e a 3 dos belgas, prometendo luta até ao fim. Na próxima ronda, a 9 de junho, há um Bósnia-Grécia que promete muito.

GRUPO I: A Croácia ganhou 1-0 à Ucrânia e manteve-se no comando, agora só com a Islândia a 3 pontos de distância. Não esquecer que este é o grupo onde também está a Turquia que lá conseguiu o segundo triunfo em 5 jogos, abrindo a porta da esperança de ainda chegar, pelo menos ao segundo lugar, que está à distância de dois pontos. Os turcos jogam no Kosovo a 11 de junho e têm mesmo de ganhar para não ver a concorrência fugir ainda mais.

ATENÇÃO: Os 9 primeiros classificados de cada grupo apuram-se diretamente para o Mundial da Rússia, seleção já qualificada como país organizador. O próximo Mundial terá 14 países da UEFA, pelo que os restantes quatro apurados vão sair do play off a realizar entre os 8 melhores segundos lugares dos 9 grupos. Isto quer dizer que o pior segundo classificado fica também de fora e neste momento a fava seria para o Montenegro, no Grupo E.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s