Tochas, petardos e as matrículas que Bernardino Barros recebeu de Lisboa

IMG_6429

O Benfica foi multado em 5.585 euros pelo lançamento de 33 elementos pirotécnicos durante e no final do Paços de Ferreira-Benfica. Um desses elementos, uma tocha, foi lançado na direção da equipa, quando esta se preparava para ir agradecer aos seus adeptos o apoio, conforme esta imagem BnA demonstra.  Outras tochas tiveram como destino o sector onde se encontravam os adeptos pacenses. O tema foi ontem aflorado no programa desportivo do Porto Canal, com Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto, a dizer que o Benfica “goza de um regime de exceção” e que  “continua a beneficiar do beneplácito do Ministério Público, da polícia, da Federação e da Liga” em relação às claques que diz não apoiar mas que apoia, na sua opinião, efetivamente. Foi lembrado também que a pena para comportamentos deste tipo por parte de claques organizadas é a realização de jogos à porta fecha. “Não queremos que o Benfica-FC Porto seja à porta fechada, só queremos que haja decência”. No mesmo programa, Bernardino Barros revelou a informação que lhe foi transmitida por um empregado da Europcar, que em Lisboa alugou quatro carrinhos que terão sido pagas em cash pelo Benfica. Carrinhas para transportar adeptos, diga-se, o que, na opinião do comentador, contraria a tese de que o Benfica não reconhece nem apoia qualquer grupo organizado de adeptos. Bernardino foi ao ponto de revelar os números das matrículas das carrinhas alugadas…

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s