J.Marques: “Jogadores do V. Setúbal fizeram o mais obsceno antijogo de que há memória”

IMG_6148

Francisco J.Marques afirmou no Porto Canal que os jogadores do V. Setúbal fizeram “o mais obsceno antijogo de que há memória”, não encontrando paralelo com qualquer outro jogo. “A primeira vez que o árbitro advertiu Bruno Varela por estar a retardar a reposição da bola em jogo foi logo aos 5 minutos”, referiu. “O crime não pode compensar”, acrescentou o diretor de comunicação dos azuis e brancos. “O que aconteceu foi extremamente grave”, disse ainda, classificando como “serôdios” os comentários que muitos fizeram ao que consideram um excessivo tempo de compensação no jogo do Dragão. “Isto só acabará quando se expulsar um jogador por antijogo”, juntou ainda J. Marques, que classificou a atitude dos jogadores sadinos como “xico-espertismo”.

 

 

Anúncios