Apito Dourado: As memórias (1)

18122009(009)

Janeiro de 2010. A jornalista Leonor Pinhão e Carolina Salgado prontas para entrar no Tribunal de S. João Novo, no Porto, onde a antiga companheira de Pinto da Costa foi julgada pelo crime de falso testemunho. Acabou inocente. Este processo resultou da instrução do processo que tinha como arguido Pinto da Costa, na parte respeitante ao árbitro Jacinto Paixão. O juiz de instrução não considerou credível o testemunho de Carolina e acusou-a de ter prestado falsas declarações. Mas esta ida a tribunal resultou de outro processo também contra Carolina, por causa do seu livro. Nesta sessão, Leonor Pinhão disse não escreveu o livro e que apenas datiligrafou parte. Ei-las à saída da “5ª vara” do tribunal, o café onde juízes, procuradores, advogados, arguidos, polícias e jornalistas comem sopa da mesma panela.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s